Adesivos de nicotina: Prós e contras

adesivos de nicotina

Os adesivos de nicotina têm como objectivo disponibilizar ao paciente pequenas doses de nicotina de uma forma um pouco mais segura, uma vez que através destes adesivos o paciente poderá usufruir desta substância sem ter de entrar também em contacto com outras substâncias ainda mais tóxicas e prejudiciais, que geralmente se encontram presentes num cigarro, entre elas o alcatrão e o monóxido de carbono. Desta forma, a utilização de adesivos de nicotina possibilita uma redução gradual da dependência desta substância. Isto faz com que sejam um produto amplamente utilizado por pacientes que se encontram determinados a deixar de fumar.

O adesivo de nicotina é utilizado na Terapia de Reposição de Nicotina e tende a ser especificamente direccionado para aqueles que apresentem um elevado nível de dependência. Assim sendo, nem todos os fumadores que pretendem deixar o vicio necessitarão de se submeter à utilização de adesivos de nicotina.

Como funcionam os adesivos de nicotina?

A utilização de adesivos de nicotina é relativamente simples, bastando apenas colocá-los sobre a pele, em qualquer que seja a região do corpo. Durante as próximas 24 horas, a nicotina será gradualmente absorvida pela pele, ajudando assim o paciente a reduzir significativamente as crises de abstinência.

Preferencialmente, este adesivo deverá ser colocado sobre uma região totalmente livre de pêlos. Durante este período a exposição ao sol deverá, também, ser evitada ao máximo, uma vez que poderá comprometer todo o processo e originar resultados menos favoráveis.

Quais os prós e contras da utilização de adesivos de nicotina?

A principal vantagem do adesivo de nicotina é o facto de suprimir a necessidade de nicotina sem expor o paciente a outras substâncias altamente nocivas, que podem dar origem a um vasto conjunto de doenças. Através deste método o paciente terá também a possibilidade de equilibrar os níveis de nicotina no seu sistema, o que ajudará a evitar abusos e a combater a dependência com muito mais facilidade, uma vez que, ao ser reduzida de forma muito gradual, permitirá ao organismo do paciente acostumar-se eficazmente à ausência desta substância.

As desvantagens da utilização destes adesivos são reduzidas. Um dos maiores problemas é o facto de existir um pequeno risco de ocorrência de alergias e irritações. Estes cenários não são muito comuns, mas em determinados casos podem levar à interrupção do tratamento.

Existe uma correlação muito clara entre a nicotina e diversos tipos de cancro. Isto significa que, quem se encontra exposto a esta substância, apresenta maiores probabilidades de vir a desenvolver esta doença. Por esta razão, a utilização de adesivos de nicotina não é uma prática que possa ser considerada como saudável. No entanto, quando utilizados apenas durante um  período transitório como forma de combater o tabagismo, estes adesivos não apresentarão riscos muitos expressivos para a saúde e serão sempre muito mais seguros do que um cigarro.

Os melhores métodos para deixar de fumar

hipnoterapia - métodos para deixar de fumar

Para algumas pessoas, deixar de fumar pode revelar-se um verdadeiro desafio. Ainda que determinados pacientes apresentem a força de vontade suficiente para colocarem de parte o vicio de um modo verdadeiramente eficaz, sem terem de recorrer a qualquer tipo de ajuda externa, outros podem vir a necessitar de acompanhamento especializado. Quanto maior for o grau de dependência, mais difícil será deixar definitivamente de fumar, havendo mesmo quem nunca consiga concluir este objectivo com todo o sucesso pretendido. Felizmente, cada vez mais vasta é a diversidade de métodos que poderão auxiliar o paciente a ultrapassar todo este processo com um maior nível de facilidade, o que faz com que já não haja desculpa para pelo menos tentar deixar de fumar.

Consultas anti-tabágicas

As consultas anti-tabágicas constituem um importante auxiliar para quem pretende deixar de fumar. Durante estas consultas, o paciente pode ter acesso a todo o apoio e orientação de que necessita para que consiga alcançar os seus objectivos de uma forma mais simples e segura. As consultas anti-tabágicas têm vindo a ganhar um elevado nível de popularidade no decorrer dos últimos anos, uma vez que disponibilizam ao paciente toda a informação que se possa revelar necessária para que este processo seja eficazmente concluído. Independentemente da utilização de outros métodos, qualquer paciente que pretenda mesmo deixar de fumar deverá sempre recorrer a este tipo de consulta, uma vez que os resultados tendem a revelar-se verdadeiramente favoráveis para a maior parte dos pacientes.

Pastilhas e adesivos de nicotina

As pastilhas de adesivos de nicotina constituem um método relativamente seguro de abandonar gradualmente o vicio e facilitar imenso todo o processo de abstinência. Através destes produtos poderá fornecer ao seu organismo pequenas doses de nicotina, que ajudarão a combater a sensação de ansiedade proveniente da abstinência, reduzindo assim as probabilidades de uma recaída. Para além de ajudarem a evitar os sintomas desagradáveis da privação, as pastilhas e adesivos de nicotina possibilitam ao paciente manter-se afastado de todas as outras substâncias tóxicas presentes nos cigarros, algumas delas ainda mais nocivas do que a própria nicotina. Estes métodos são particularmente recomendados para quem apresenta um elevado grau de dependência e tem dificuldade lidar com os efeitos da abstinência.

Vareniclina

Este constitui um medicamente comummente utilizado no combate ao tabagismo, uma vez que apresenta a capacidade de actuar no sentido de reduzir, não só o desejo de fumar, como também os sintomas indesejados da privação. Actualmente, este é já considerado um dos medicamentos mais eficazes para quem pretende deixar de fumar. Apesar da sua eficácia, este medicamento recomenda-se apenas a quem já tenha tentado parar de fumar através de métodos mais naturais mas não tenha conseguido.

Cloridrato de Bupropiona

Este é um antidepressivo que visa estimular as mesmas regiões do cérebro que costumam ser estimuladas pela nicotina. Isto  contribuirá para minimizar substancialmente  os efeitos da privação, facilitando assim imenso todo este processo de abstinência.  Este medicamento é recomendado a pacientes com um elevado grau de dependência e deve começar a ser utilizado duas semanas antes de deixar de fumar.

Acupunctura

Ainda que não existe qualquer tipo de evidência conclusiva de que a acupunctura pode mesmo ajudar a deixar de fumar, uma boa percentagem dos pacientes que recorrem a este tratamento relatam resultados bastante positivos. Na terapia de combate ao tabagismo, a acupunctura tenta estimular a libertação de endorfinas, que ajudarão a provocar uma sensação de bem-estar no paciente e a amenizar o desconforto resultante da ausência de nicotina. Esta solução é particularmente recomendada para quem não pode, ou simplesmente não quer, recorrer a substitutos de nicotina como adesivos ou pastilhas. A eficácia do tratamento é altamente questionável, mas vale sempre a pena tentar.

Hipnoterapia

A hipnoterapia visa combater determinados problemas de saúde através da hipnose e tem vindo a tornar-se particularmente popular entre quem pretende deixar definitivamente o vicio do tabaco. Tal como a acupunctura, não existem evidências de que este método seja verdadeiramente eficaz, mas os relatos positivos de uma boa percentagem de pacientes têm contribuído para fazer deste um método muito popular que, segundo muita gente, pode mesmo ajudar no combate ao vicio do tabagismo.

Como deixar o tabaco

Como deixar o tabaco

Deixar o tabaco pode revelar-se um verdadeiro desafio para aqueles que apresentam um grau muito avançado de dependência. Ainda que a esmagadora maioria dos fumadores pondere a possibilidade de deixar definitivamente fumar, a verdade é que apenas uma pequena percentagem consegue atingir essa meta com sucesso e vencer eficazmente o vicio do tabagismo. Ainda que lutar contra este vicio possa revelar-se uma tarefa extremamente complexa, existem algumas medidas que, quando devidamente adoptadas, podem tornar esta meta muito mais alcançável.

Defina metas

Se quer realmente deixar o tabaco é importante, antes de mais, definir metas. Determine um dia específico para deixar definitivamente o tabaco e crie um conjunto de regras que deverá fazer todos os possíveis para seguir. Se necessário, aponte todas essas regras num papel e coloque-as num sitio bem visível, para que nunca se esqueça dos objectivos delineados por si mesmo. Está provado que isto contribui para taxas de sucesso consideravelmente mais elevadas.

Entretenha-se com algo estimulante

Sendo que os fumadores estão habituados a ter frequentemente as mãos ocupadas com um cigarro, ao colocar o tabaco de parte experienciará alguma dificuldade em adaptar-se a passar a maior parte do tempo com as mãos desocupadas. Para que possa ultrapassar isto mais facilmente, é importante que encontre algo com que se entreter nas suas horas vagas. O ideal será uma actividade que mantenha as suas mãos ocupadas, seja ler, jogar videojogos, cozinhar ou praticar desporto. A boca também deverá manter-se ocupada, e para isso recomenda-se a utilização frequente de chicletes sem açúcar.

Siga uma alimentação equilibrada

Está provado que, seguir uma alimentação equilibrada, poderá ajudá-lo a ultrapassar com muito mais facilidade toda esta fase. Uma alimentação leve e equilibrada, rica em vitaminas e hidratos de carbono complexos poderá, de facto, ajudar a desintoxicar o organismo e a fazê-lo sentir-se melhor consigo mesmo, facilitando assim imenso todo o processo de abstinência. Se necessário, procure um nutricionista, para que possa ser devidamente orientado durante esta fase.

Mantenha-se o mais activo possível

Durante esta fase o sedentarismo poderá revelar-se um poderoso inimigo, pelo que, é importante que assuma um estilo de vida o mais dinâmico possível. Idealmente, deverá dedicar-se à prática regular de actividade física. Três ou quatro horas semanais de actividade física já serão o suficiente para que usufrua de sérios benefícios para o seu bem-estar físico e mental. Exercitar-se, não só ajudará a manter o seu corpo e mente ocupados, como também a eliminar do seu organismo todas as toxinas do tabaco. Ao exercer um efeito extremamente relaxante, o exercício ajudará também a combater a ansiedade resultante da abstinência de nicotina.  Adicionalmente, o exercício físico também ajudará a controlar eficazmente o seu peso. Isto é particularmente importante porque, ao deixar de fumar, existe uma forte probabilidade de vir a ganhar algum peso, pelo que, é importante prestar especial atenção à sua linha durante esta fase.

Dedique tempo àqueles de quem gosta

Durante esta fase, o apoio de família e amigos poderá revelar-se verdadeiramente crucial. Passar tempo com aqueles que são importantes para si revelar-se-á uma excelente forma de se manter entretido, bem como motivado para levar em frente a decisão de deixar definitivamente de fumar.

5 razões de deixar de fumar

deixar de fumar

Deixar de fumar é um passo importante na conquista de um estilo de vida verdadeiramente saudável. Sendo o tabagismo um vicio tão nefasto, fazer todos os possíveis para eliminá-lo da sua vida é essencial para que consiga contornar todos os efeitos nocivos que podem advir deste hábito tão perigoso.

Muitas são as razões que justificam a importância de colocar definitivamente o tabaco de parte. De seguida, listaremos apenas cinco das mais importantes, para que encontre toda a motivação de que necessita para fazer face a este vicio persistente.

Envelhecimento prematuro da pele

Fumar pode fazer a sua pele parecer consideravelmente mais velha. Ao comprometer a circulação sanguínea e afectar a produção de colagénio, as toxinas do fumo do tabaco potenciam o aparecimento de rugas e a perda de elasticidade da pele, comprometendo assim o seu aspecto saudável. Ao deixar de fumar poderá reverter alguns destes efeitos e recuperar o bom aspecto da sua pele.

Doenças cardiovasculares

Está mais do que provado que a nicotina pode comprometer o bom funcionamento de todo o sistema cardiovascular e aumentar expressivamente as probabilidades de desenvolvimento de problemas do coração. Estima-se que quem fuma tenha cerca de duas vezes mais de probabilidades de vir a sofrer ataques cardíacos do que quem não fuma. O risco de trombose é, também, mais elevado entre quem apresenta o vicio do tabagismo.

Perda de dentes

Para além de escurecer os dentes, o tabaco pode, também, potenciar a queda dos mesmos. Este cenário tende a ocorrer devido ao facto das substâncias químicas contidas no fumo do tabaco apresentarem a capacidade de comprometer a integridade das gengivas, fomentando assim doenças periodontais que, em casos mais avançados, podem mesmo levar à perda de dentes. Se quer preservar a sua dentição, então o melhor mesmo é começar a pensar em deixar de fumar.

Cancro

O tabaco representa uma das principais causas de diversos tipos de cancro, entre eles cancro do pulmão, boca, esófago, garganta, entre outros. Quanto mais cedo deixar de fumar, maiores serão as probabilidades de conseguir viver até uma idade bem avançada sem nunca experienciar nenhum destes problemas.

Impotência sexual

Já foi demonstrado que as toxinas presentes no tabaco podem, de facto, comprometer a qualidade da performance sexual masculina, podendo mesmo, em alguns casos, causar disfunção eréctil total. Para além de deteriorar o desempenho sexual, sabe-se que o tabaco pode, também, diminuir a fertilidade, uma vez que quem fuma tende a apresentar uma contagem de esperma consideravelmente mais reduzida. Ao abandonar o vicio poderá, no entanto, recuperar toda a sua vitalidade sexual num espaço de pouco tempo, bem como voltar a ter uma contagem de esperma dentro dos níveis aceitáveis.

Review Cigarros Electrónicos SMUKY

No mês de Outubro, contactamos directamente a empresa SMUKY para uma possibilidade de análise dos seus produtos de forma a dar um feedback correcto sobre a possibilidade de deixar de fumar através destes. A verdade é que a SMUKY respondeu afirmativamente e em poucos dias tinha em minha posse um kit completo para testar os cigarros electrónicos, os seus cartuchos, caixa carregadora e perceber se é ou não a melhor opção para deixar de fumar.

A SMUKY enviou o Kit Advanced Plus, permitindo assim que tudo fosse experimentado ao máximo e não existisse qualquer falha no equipamento que impedisse os objectivos principais. Como queria elevar o patamar da review, associei o facto de estar a experimentar o produto com a possibilidade de deixar de fumar completamente.

Assim que o Kit chegou até mim, no momento em que abri tudo e me informei sobre a melhor forma de o usar, deixei completamente de lado os cigarros ditos “normais”, tendo estado mais de 3 semanas fumando exclusivamente os cigarros electrónicos. Logicamente que os primeiros momentos foram estranhos, o sabor é diferente, o tipo de cigarro também é diferente até o próprio acto de fumar se tornou diferente.

Nos primeiros dias tive alguma dificuldade em controlar o “tempo” de fumar, isto é, enquanto que nos cigarros uma pessoa acende o mesmo e quando acaba, apaga-se e volta-se a fumar passado 1h ou 2h, com os cigarros electrónicas não existe esse tempo, já que os cartuxos duram praticamente 1,5 dia, torna-se muito complicado de saber o tempo que se deve fumar até satisfazer. Por isso, o que eu fazia era dar uns 10 bafos, algo que contabilizei analisando um amigo a fumar um cigarro normal, e depois parava de fumar.

Nos dias seguintes tudo foi mais fácil, até que comecei a reduzir também nas vezes em que fumava, passando a fumar apenas após as refeições e quando bebia café. Depois passei a experimentar fumar apenas durante o café e rapidamente percebi que consegui passar sem o vício do tabaco. Passado 12 dias de fumar diariamente os cigarros electrónicos, tomei como experiência principal tentar não fumar vez alguma durante 1 dia, percebendo no final que seria completamente possível e não sentia ansiedade ou nervosismo. Assim, ao fim de 12 dias com os cigarros electrónicos, deixei por completo o tabaco. Não que não surja vontade de vez em quando, mas é facilmente controlável e comecei a notar em mais sabor na comida, a casa e a minha roupa já não têm um cheiro pesado e até o meu hálito melhorou significativamente.

Características Técnicas

Os cigarros são compostos pelos cartuxos, atomizador e o próprio cigarro dito (a bateria). As baterias duram sensivelmente 2 dias, sendo que com o pocket que o Kit trazia, bastava carregar o mesmo 1 vez por cada semana e meia que aguentava bem. Os cartuxos aguentavam-me mais de 1 dia, por isso a nível de contas, já que fiquei ainda com 2 cartuxos por utilizar, gastei 8 cartuxos em 12 dias, sendo que nos primeiros dias acabei por gastar muito mais, seja para tentar perceber o funcionamento ou por falta de conhecimento ou para tentar saciar o vício.

Características gerais

Com os cigarros electrónicos tornou-se muito mais simples para mim deixar o vício do tabaco, mesmo nos momentos de grande stress, fumar 3-5 minutos era o suficiente, já que não me sentia com ansiedade para voltar a fumar rapidamente. Com o vício da nicotina a desaparecer aos poucos, o vício de boca foi o problema seguinte mas que ao longo dos dias seguintes tudo acabou bem.

Conclusão

Depois de ler muito sobre estes cigarros, depois de conversar com muitas pessoas sobre a possibilidade de deixar de fumar com eles, gostava de experimentar em primeira mão e tentar. A verdade é que depois de 12 dias, larguei o vício e já lá vão mais de 20 dias sem tocar em tabaco. Obviamente que ainda existe vontade de vez em vez, mas é completamente controlável e sinto-me cada vez melhor e com mais saúde.

Medicamentos para Deixar de Fumar

Todos sabemos que o vício de fumar é um dos mais difíceis de combater, levando a que a pessoa entre em crises de ansiedade ou mesmo depressão enquanto passa por esse processo. A quantidade de pessoas que decidiram deixar de fumar mas não conseguiram é elevada, pois a grande maioria acaba por desistir de um processo moroso e por vezes agonizante. Continuar a ler “Medicamentos para Deixar de Fumar”