Efeitos do Fumo Passivo

Esta é uma expressão cada vez mais usada, principalmente com o número de fumadores a crescer de dia para dia. Porém, este fumo, ao contrário do que se pensa não é um “fumo em segunda mão”, mas sim o fumo exalado pelos fumadores e que pode não ser visto ou cheirado mas que ficará no ar cerca de 2 horas se não existir uma extracção. 

Este é um fumo extremamente perigoso, principalmente para todos aqueles que felizmente não têm o vício do tabaco, especialmente as crianças. Com alguns efeitos graves no que diz respeito a doenças e problemas de saúde graves, foi um dos principais factores que influenciou a proibição do fumo em espaços públicos.

Quais os efeitos do fumo passivo?

Ao contrário do que muitos fumadores pensam, os efeitos do fumo passivo são igualmente perigosos para a saúde de quem o inala. São milhares de químicos tóxicos que são inalados em poucos segundos, colocando assim a saúde dos não-fumadores em risco, tal como acontece com aqueles que fumam de forma regular.

Alguns dos efeitos do fumo passivo são:

– Um disco elevado de ataques cardíacos e doenças relacionadas devido aos efeitos negativos no sistema circulatório.

– Vários tipos de cancros, nomeadamente o cancro dos pulmões, cancro da mama no sexo feminino, cancro renal e também tumores cerebrais.

– Os problemas respiratórios são também bastante populares, nomeadamente a asma, tosse contínua, falta de ar e nariz entupido.

– No caso das mulheres grávidas há um risco elevado de nascimento prematuro ou mesmo peso reduzido e desenvolvimento lento à nascença do feto.

Efeito do fumo passivo nas crianças

Como é natural, uma criança recebe muito mais rapidamente todos os efeitos nocivos do fumo passivo, pois o seu sistema imunológico ainda não está totalmente definido, tornando-se assim muito mais preocupante para o seu crescimento e desenvolvimento.

Alguns dos efeitos mais frequentes são: asma e outros problemas respiratórios, dificuldades na aprendizagem e desenvolvimento, variadas e recorrentes infecções nos pulmões, infecções nos ouvidos e até síndrome de morte súbita.

Assim, os efeitos d fumo passivo são tão graves e perigosos como o fumo em primeira mão, apesar dos não fumadores estarem sujeitos a um efeito passivo de forma obrigatória ao contrário do que acontece com os fumadores. Por isso, aconselhamos a todos os não fumadores evitarem locais com demasiado fumo, evitando assim muitos problemas de saúde que advêm daí.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*